LC - Rodolfo Coelho Cavalcante

Rodolfo Coelho Cavalcanti nasceu em Rio Largo (AL) em 1919. Entretanto, consta do registro de nascimento a data de 1917. Filho de Arthur de Holanda Cavalcante e Maria Coelho Cavalcante, foi criado pelos avós maternos até os 8 anos, quando retorna à casa dos pais. As constantes mudanças entre Maceió e Rio Largo o obrigaram a trabalhar para ajudar no sustento familiar. Adolescente, percorre parte do Norte e Nordeste, atuando como camelô, palhaço de circo, dentre outras atividades. Desde essa fase, já se faz notar como bom versejador, participando de pastoris, cheganças e reisados. Defensor dos poetas Em Parnaíba (PI), adquire folhetos do poeta e editor João Martins de Ataíde para revender, começando assim sua vida de folheteiro. Instala-se em Salvador (BA), em 1945, firmando-se como defensor e líder da classe de poetas. Publica folheto dedicado ao governador Otávio Mangabeira, que libera poetas, cantadores e folheteiros da proibição de comercializarem seus produtos em praças públicas. Publicou principalmente em Salvador e Jequié; formou uma vasta rede de agentes distribuidores em todo o Nordeste, editou também na Prelúdio (SP). Realizou na Bahia, em 1955, o I Congresso Nacional de Trovadores e Violeiros. Como jornalista, fundou alguns periódicos, como A Voz do Trovador, O Trovador e Brasil Poético. Percorreu vários temas da literatura de cordel, os mais recorrentes foram os abecês, biografias, cantorias e fatos do cotidiano. Foi também tema de vários poetas e pesquisadores da literatura de cordel. Morreu em 1986. Pouco antes, enviou trova para o II Concurso de Trovas de Belém do Pará: “Quando este mundo eu deixar / A ninguém direi adeus / Dos poetas quero levar / Suas trovas para Deus. Fonte: http://www.casaruibarbosa.gov.br/cordel/RodolfoCoelho/rodolfoCoelho_biografia.html#

Navegar
Inscreva-se nesta coleção e receba notificações de novos itens via e-mail RSS Feed RSS Feed RSS Feed
Itens da Coleção (Ordenado por Data da submissão na ordem Decrescente): 1 para 20 de 84
Data do documentoTítuloAutor(es)
1983Os canarinhos de DeusCavalcante, Rodolfo Coelho, 1919-1986; Souza, Jussandir Raimundo de
1960Calvario de um inocenteCavalcante, Rodolfo Coelho, 1919-1986; Alves, Sinézio
1960Calvario de um inocenteCavalcante, Rodolfo Coelho, 1919-1986; Alves, Sinézio
2001Calasans Neto, o rei de ItapuãCavalcante, Rodolfo Coelho, 1919-1986; Alves, Sinézio
1970Os cabeludos de ontem e os cabeludos de hojeCavalcante, Rodolfo Coelho, 1919-1986; J. Soares
1970Os cabeludos de ontem e os cabeludos de hojeCavalcante, Rodolfo Coelho, 1919-1986
1976O boi que falou no PiauiCavalcante, Rodolfo Coelho, 1919-1986
1960O boi de sete chifresCavalcante, Rodolfo Coelho, 1919-1986
1977O boi de sete chifresCavalcante, Rodolfo Coelho, 1919-1986; Dila, 1937-
1960As belezas de brasília e as misérias do nordesteCavalcante, Rodolfo Coelho, 1919-1986
1960Batendo o pregoCavalcante, Rodolfo Coelho, 1919-1986; Moreira, Aristeu Guerra
1945Um barulho no sertãoCavalcante, Rodolfo Coelho, 1919-1986
1973O barulho de Lampião no infernoCavalcante, Rodolfo Coelho, 1919-1986
1971O barulho de Lampião no infernoCavalcante, Rodolfo Coelho, 1919-1986
1975O barulho de Lampião no infernoCavalcante, Rodolfo Coelho, 1919-1986
1973O barulho de Lampião no infernoCavalcante, Rodolfo Coelho, 1919-1986
1977O barulho de Lampião no infernoCavalcante, Rodolfo Coelho, 1919-1986
1983Baião de dois (trovas)Cavalcante, Rodolfo Coelho, 1919-1986; Heringer, Berenice; Souza, Jussandir Raimundo de
1970A Bahia na voz do trovadorCavalcante, Rodolfo Coelho, 1919-1986; Silva, Minelvino Francisco, 1926-1999
1948Bahia coração do BrasilCavalcante, Rodolfo Coelho, 1919-1986
Itens da Coleção (Ordenado por Data da submissão na ordem Decrescente): 1 para 20 de 84